Saltos a altíssimas altitudes


Os endereços apresentados nesta matéria são referentes a reportagens e
projetos de Saltos a “altíssimas” altitudes.

É apresentado desde o incrível feito do Capitão Joseph Kittinger (1960)
até os projetos mais recentes como “Stratoquest” e o “Le Grand Saut”.

Porém antes dos links gostaria de apresentar uma cronologia
interessante sobre os primeiros saltos. Feitos inéditos e extraordinários que
continuam absolutamente imbatíveis até os dias de hoje.


Capitão Kittinger é fotografado por uma câmera
automática enquanto se preparava para o salto de 102,800 pés.


Em 16 de agosto de 1960, Kittinger registrou os três primeiros recordes
mundiais:
>>> O salto de pára-quedas o mais alto – 102.800 pés (31,330 m)
>>> A queda livre mais longa – 4 minutos 36 segundos
>>> A primeira pessoa a exceder a velocidade de som sem um avião ou um
veículo espacial – 714 mph durante a queda livre

Em 29 de agosto de 1960 Kittinger marca seu novo recorde de 85.300 pés
(26,000 m) em queda-livre antes de abrir seu pára-quedas

Ainda em 1960 o Capitão da Força Aérea dos EUA saltou de um balão
plástico de polietileno a 31.354m registrando o novo recorde de altura para
o vôo em balão e um novo recorde para saltos com pára-quedas.


Mais informações:

Portal BBC News
http://news.bbc.co.uk/1/hi/sci/tech/1203564.stm
Sobre o pára-quedista australiano Rodd Millner que está planeando
saltar de um balão que flutua quase 40 quilômetros acima da superfície da
terra.
Rodd Millner espera alcançar velocidades entre de 1.600 e 1.800
quilômetros (994-1.118 milhas) por a hora durante sua descida.

Site Oficial do projeto STRATOQUEST
http://www.stratoquest.com
StratoQuest é um projeto de pesquisas da tentativa de quebra de recorde
dos saltos a altas altitudes.

A pára-quedista Cheryl Stearns tentará quebrar o registro atual de
102.800 realizando uma nova marca de 130.000.

Site Oficial Le Grand Saut – Michel Fournier
http://www.legrandsaut.org/site_en/
O Grande Salto é um ambicioso projeto que vem sendo realizado por dois
países – França e Canadá – que tentarão realizar uma queda livre
supersônica histórica. Michel Fournier sairá da estratosfera a uma altura de
130.000 pés (40 quilômetros, quase 25 milhas) acima das planícies de
Saskatchewan, Canadá, e contribuirá com o desenvolvimento de tecnologias
futuras e com a segurança dos futuros vôos stratosfericos.

First Flight Society
http://www.firstflight.org/shrine/joe_kittinger.cfm

U.S. Centennial of Flight Commission
http://www.centennialofflight.gov/essay/Explorers_Record_Setters_and_Daredevils/Kittinger/EX31.htm
http://www.centennialofflight.gov/essay/Lighter_than_air/20th_cent_records-2/LTA12.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *